slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Trabalhadores argentinos se mobilizam


No dia 7 de março, aproximadamente 300  mil trabalhadores argentinos, provenientes de várias regiões do país, marcharam sobre Buenos Aires e concluíram na “Plaza de Mayo” e nos arredores sua manifestação contra as políticas neoliberais do governo Mauricio Macri.

Esta mobilização, inicialmente proposta por alguns sindicatos do setor industrial da “Confederación General del Trabajo” (CGT) - em protesto contra a falta de investimentos, crescimento da desindustrialização do país e o aumento do desemprego neste setor -, foi rapidamente endossada e assumida por sindicatos de outros setores da economia, incluindo as demais centrais sindicais, como a CGT – Azopardo e as duas Centrais de Trabalhadores da Argentina (CTA dos Trabalhadores e CTA – Autônoma).

Embora os dirigentes da CGT, que se pronunciaram ao término da marcha, tenham anunciado a realização de uma greve geral para breve, eles foram criticados por diversos dirigentes das demais centrais por não sinalizarem também uma proposta de data para esta paralisação.


Fonte: Notas FPA Conjuntura Internacional nº 61
Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Poste um comentário:

0 comments: