slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

'Aquarius' não vai ao Oscar? Azar do Oscar!


O genial cronista esportivo Armando Nogueira tinha uma frase ótima. Quando alguém colocava em dúvida a maestria de jogadores como Zico pelo craque não ter dado ao Brasil uma Copa do Mundo, ele simplesmente dizia “azar da Copa!”.

Para a história de ‘Aquarius’ ter sido preterido como o representante nacional a tentar uma vaga no Oscar de filme estrangeiro, vale a mesma lógica. Mesmo sem a tal indicação, o longa de Kleber Mendonça Filho já é um dos principais acontecimentos cinematográficos do ano, sendo alvo de elogios e críticas, mas presente na cultura pop como poucos filmes brasileiros conseguem.

Tivemos ‘Que Horas Ela Volta?’, de Anna Muylaert, levantando debates parecidos no ano passado, e antes dele o que vem à memória é ‘Tropa de Elite’, cuja segunda parte foi lançada no já longínquo ano de 2010.

As reações apaixonadas, para o bem e para o mal, em relação à ‘Aquarius’ garantem a ele um lugar na história do nosso cinema. O próprio diretor sabe disso. Nesta segunda, quando teve a notícia de que o filme, mesmo sendo o preferido disparado da crítica nacional e internacional, ficou sem a vaga, Kleber soltou a seguinte mensagem em suas redes sociais:

Para quem não acompanhou o histórico, vale um breve resumo. A equipe de ‘Aquarius’ protestou em Cannes contra o processo de impeachment da então presidente afastada Dilma Rousseff. Desde então, um dos membros da Comissão que escolheria o representante brasileiro no Oscar, Marcos Petrucelli, fez duras críticas à esta postura, o que gerou a sensação de um possível boicote ao longa estrelado por Sonia Braga.

Na versão oficial, ‘Pequeno Segredo’, de David Schurmann, foi nomeado por ter “mais cara de Oscar”, uma característica bastante subjetiva. O filme estrelado por Júlia Lemmertz, Marcello Antony e Maria Flor traz três histórias conectadas por um único mistério que envolve os Schurmann, conhecida por ter sido a primeira família a dar a volta ao mundo em um veleiro. Durante anos eles guardaram a história de adoção da pequena Kat, falecida no ano de 2006 em decorrência da Aids. Qualquer subtexto político parece passar longe da trama.

Causa estranhamento também o fato de ‘Pequeno Segredo’ não ter sido visto pela imensa maioria da crítica nacional, e quase ninguém do público. Isso porque, segundo as regras da Academia, um filme tem que ter estreado até o final de setembro em circuito comercial dentro de seu país natal para estar elegível ao Oscar de filme estrangeiro do próximo ano.

A estreia do longa de Schurmann estava prevista apenas para 10 de novembro. Porém, a distribuidora Diamond corre agora para fazer pré-estreias e cumprir o regulamento.

É impossível que ‘Pequeno Segredo’ consiga a tal indicação entre os 5 da lista final do Oscar? Não dá para dizer. ‘Aquarius’ certamente conseguiria? Não dá pra dizer também.

O que está em questão é o uso de critérios além dos cinematográficos para a escolha do representante brasileiro. E isso já está causando um estranhamento lá fora. O site da revista ‘Variety’ publicou nesta terça-feira um texto tentando explicar o imbróglio e reforçando que ‘Aquarius’ ainda tem chances em outras categorias, como melhor atriz para Sonia.


por Diego Olivares
Fonte: espaço Cinema junto ao Yahoo
Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Poste um comentário:

0 comments: