slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Joanna Maranhão é ameaçada após criticar redução da maioridade


Nadadora foi vítima de ódio depois de ter publicado um vídeo no Facebook criticando a aprovação da redução da maioridade penal e a manobra do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), no dia da votação; Joanna foi chamada de "apoiadora do PT" e ameaçada; "Espero que você quebre a perna e, quando morrer, vá para o inferno pagar por apoiar essa facção criminosa", escreveu um internauta chamado Mario Junior


Pernambuco 247 - A nadadora pernambucana Joanna Maranhão foi vítima de xingamentos e de ameaças depois que foi às redes sociais se posicionar contra a aprovação da PEC que prevê a redução da maioridade para 16 anos em casos de crimes hediondos. Ela também disse que não iria representar nos Jogos Pan-Americanos, que acontecem no Canadá esse mês, "quem aplaude Eduardo Cunha" (leia aqui). Em um vídeo publicado em sua página no Facebook, a atleta criticou a maneira como a PEC foi aprovada, por meio de manobra articulada por Cunha.

Com a enorme propagação do vídeo, Joanna recebeu apoio e críticas. Uma das mensagens foi tão agressiva que ela resolveu divulgá-la na internet. "Ouvi dizer que você apoia a quadrilha do PT. Então que seja a pior atleta. Que quebre a perna e que quando morrer vá para o quinto dos infernos pagar por apoiar esta facção criminosa que destruiu o Brasil. Te desejo tudo de pior. Eu e 90% dos brasileiros que são honestos e que desejam que bandidos que cometam crimes sejam presos...", escreveu um internauta chamado Mario Junior.

Joanna comentou: "Mensagem que recebi. Respondi agradecendo e enaltecendo o maravilhoso ser humano que ele é. Ao receber mensagens como essa, percebo que escolhi lutar do lado certo".

Ciente das agressões contra Joanna, a deputada Jandira Feghali (PCdoB) saiu em defesa da atleta e citou também os recentes episódios envolvendo o apresentador Jô Soares e a atriz Marieta Severo. "A hostilidade contra a Joanna Maranhão é a mesma contra a Marieta Severo e o Jô Soares. É a opressão da ignorância e das cabeças apolíticas contra quem corajosamente expõe sua lucidez na nação. Palmas a eles!", escreveu Jandira.

Internautas também se posicionaram para repudiar a intolerância. "Joanna, quando vejo coisas horrorosas como essa, tenho essa mesma sensação: de estar do lado certo. E se não for tão certo assim, não tenho dúvida de que é o lado mais humano", afirmou um seguidor da atleta. "Deve ser um ser humano triste, muito infeliz, são esses que mais precisam de afeto", escreveu outro internauta.

Com informações do Pragmatismo Político


Fonte: Portal Brasil 247
Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Poste um comentário:

0 comments: