slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Gerson Nunes analisa áreas como Saúde, Educação e Infraestrutura

Gerson Nunes (PT) está no terceiro ano de mandato como prefeito de Canguçu
Foto: Alex Pires/Jornal Tradição Regional


Canguçu comemora 158 anos de emancipação política em 2015. Dias antes do feriado municipal de 27 de junho, o prefeito Gerson Nunes (PT) concedeu uma entrevista exclusiva ao Jornal Tradição Regional, fazendo uma avaliação de diversos setores como Saúde, Educação e Infraestrutura.

Este último setor é uma das prioridades de sua gestão, que procura equipar o maquinário para atender os quase 8 mil quilômetros de estradas de chão batido que se estendem pela zona rural, além das mais de 2 mil pontes.

— Decidimos melhorar o nosso parque de máquinas, que é muito antigo — diz.

Nos últimos 12 meses, o município recebeu, do Governo do Estado, uma patrulha com uma motoniveladora, uma caçamba, rolo compressor e escavadeira hidráulica, que auxiliam, principalmente, as melhorias no 5º Distrito e arredores.

Também foram adquiridas pelo município duas caçambas e uma patrola, em um investimento próprio de aproximadamente R$ 1 milhão. A patrola e uma caçamba já estão trabalhando. A outra caçamba, explica o prefeito, será utilizada pela equipe responsável pela manutenção de pontes.

— Em cada enxurrada são pelo menos 10 ou 12 pontes que são danificadas — relata.

Ainda no mês de junho, haverá uma licitação para a aquisição de quatro patrulhas agrícolas para a agricultura familiar, além de dois tratores e roçadeiras, para a limpeza das estradas.  Esses equipamentos também são com recursos próprios.

— Resolvemos investir nessa área porque é uma das que a população mais cobra. Além disso, tivemos muitas chuvas que prejudicaram as estradas. Nós já estávamos com 70% das estradas em boas condições, mas ocorreram novas chuvas que já exigiram novos reparos. É um trabalho contínuo.

Outra licitação recente foi a do vídeomonitoramento. Segundo Nunes, Canguçu será um dos primeiros municípios da região a ser vigiado por câmeras nas ruas, o que irá melhorar a segurança na sede. A empresa vencedora da licitação já está executando o cronograma de obras e aguarda a aprovação da CEEE sobre os locais em que passarão os cabos de fibra óptica e também os pontos onde ficarão estes equipamentos.

Serão 26 câmeras que transmitirão imagens para uma sala central, instalada no prédio da Brigada Militar, que fará o monitoramento de lugares como as saídas da cidade e bancos. O investimento é de R$ 1 milhão, oriundos do Ministério da Justiça.

Do Ministério da Integração, existe o investimento de R$ 3,7 milhões para a construção de sete pontes de concreto, em locais que foram atingidos por uma enchente em 2013. A previsão é que entre 30 e 60 dias, a empresa responsável comece a substituir as pontes de madeira pelas novas pontes de concreto, três delas na divisa com São Lourenço do Sul.

HABITAÇÃO
É com orgulho que Gerson Nunes fala da entrega dos 360 apartamentos do programa Minha Casa Minha Vida em Canguçu, considerado um dos maiores investimentos do programa na região. A entrega ocorreu no fim de 2014. O projeto estava em execução há sete anos.

EDUCAÇÃO
Outras diversas licitações também estão em andamento. Uma delas é para a cobertura de quadras. Cinco já foram licitadas. Também já foi licitada a conclusão de uma das duas creches do município. Dessa vez, uma empresa de Rio Grande se comprometeu a concluir a obra de uma delas.

Para a conclusão da creche do bairro Vila Nova, a Prefeitura precisou investir mais R$ 850 mil. Já em uma creche do bairro Isabel, foram entregues mais 20 vagas no berçário. Somente em 2015, foram mais de 50 vagas que aumentaram nas creches do município, que funcionam em tempo integral.

Além disso, o município conseguiu ampliar o Ensino de Jovens e Adultos (EJA). Canguçu também aderiu ao programa de Alfabetização na Idade Certa, com resultados muito positivos.

O administrador, no entanto, frisa que as ações de manutenção nas 37 instituições de ensino municipais são constantes. O décimo município em extensão rural do RS também exige uma das maiores frotas de transporte escolar. Somente da Prefeitura são 27 veículos, fora os terceirizados, contratados através de licitações públicas.

SAÚDE
Após uma intervenção feita pelo Executivo no ano de 2013, quando o Hospital de Caridade de Canguçu estava em situação de calamidade, e que durou um ano, alguns serviços foram ampliados ou retomados, como é o caso da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) adulta e da retomada de cirurgias eletivas.

A administração também conseguiu um novo contrato com o governo do Estado, dessa vez por metas e com um valor mais favorável ao Hospital, além de um novo contrato também com o município, que passa mais de R$ 1 milhão ao ano.

— Conseguimos melhorar o Pronto Socorrro com algumas pequenas reformas, ampliamos o atendimento dos partos e cirurgias eletivas e inauguramos os dez leitos de saúde mental.

Ao fim da intervenção, em maio de 2014, a Prefeitura entregou o Hospital novamente a entidade mantenedora que, de acordo com ele, recebeu o local em melhores condições. A entidade continua com dificuldades. Na época da intervenção, havia uma dívida de R$ 13,5 milhões.

— Conseguimos amenizar muitas dívidas, mas com certeza não conseguimos, e nem tínhamos a pretensão de resolver todos os problemas. O Hospital continua com as dívidas que tinha. São dívidas contraídas nos últimos 20 anos, com a gestão da época. Mas a nova direção é parceira nossa na busca de novos incentivos.

SITUAÇÃO FINANCEIRA
Gerson Nunes diz que 2015 é um ano de ajustes tanto no Governo Federal quanto no Estadual. Por isso mesmo, ele admite que Canguçu também enfrenta dificuldades, com queda na receita. A preocupação de número 1 é cumprir a folha de pagamento, já tendo, inclusive, pago a primeira parcela do 13º salário. Mas ocorrerá a contenção de gastos.

DESAFIOS
O prefeito afirma que uma das principais dificuldades em ser prefeito é enfrentar a impotência de desejar atender a população quando nem sempre existem os recursos necessários. Apesar disso, ele conta que a comunidade é solidária, e que a administração sempre encontra apoio, por exemplo, em grupos e igrejas.

— É muito bom ser solidário com o próximo. Não eu como prefeito, mas a comunidade, como um todo todo ser solidária.

RELACIONAMENTO COM A CÂMARA DE VEREADORES
A situação é minoria na Câmara. Apesar disso, Gerson Nunes diz que não encontra muitas dificuldades em aprovar projetos no Legislativo, contando com a compreensão da maioria dos parlamentares.

— Temos alguns embates, como a Fundação Municipal de Saúde, e um novo contrato com a Corsan. Este último está há um ano na Câmara (no dia 18 deste mês, foi realizada audiência pública para tratar do assunto). Eu creio na boa vontade dos homens públicos.
 
PROJETOS FUTUROS
Gerson Nunes destaca, entre os projetos futuros, o financiamento do Badesul e os recursos do PAC-Pavimentação. A expectativa é que, até o fim de 2015 e início de 2016, algumas ruas sejam pavimentadas. Também está sendo licitado o projeto para executar o plano diretor e plano de mobilidade e acessibilidade universal.

COMEMORAÇÃO DOS 158 ANOS DE CANGUÇU
A programação pelo aniversário do município incluiu todo o mês de junho.

— Sentimos um prazer muito grande em administrar um município onde a população entende que o patrimônio público não é do prefeito ou vereadores e que, por isso, todos precisam se envolver.

A mensagem que o prefeito deixou, ao final da entrevista, é que a comunidade deve se apropriar do município.

— Precisamos de muita solidariedade para, de mãos dadas, continuar administrando e fazendo o município crescer.

*Matéria publicada no Jornal Tradição Regional, na edição impressa de 26 de junho, no caderno especial em homenagem aos 158 anos de Canguçu.


Fonte: Portal Canguçu OnLine
Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Poste um comentário:

0 comments: