slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Rede Nacional: Vanessa Braga viaja para o Rio de Janeiro para participar de entrevista (Encontro)

Adolescente ficou conhecida em todo o país após desfile realizado em Canguçu
 
Quando escreveu o Livro dos Abraços, em 1989, Eduardo Galeano situou a humanidade como “um mar de fogueirinhas”: algumas pessoas de fogo morno, quase apagado; outras com brilho vivo e pulsante. Neste segundo grupo traçado pelo escritor uruguaio estaria, certamente, a jovem Vanessa Braga (14), que conquistou a simpatia de milhares de brasileiros ao participar de um desfile e questionar – conscientemente ou não – os padrões de beleza mais tradicionais.
 
Logo após o desfile, realizado no dia 18 de janeiro, Vanessa se transformou no assunto mais comentado nas redes sociais. Não era para menos. O corpo da adolescente representava, a partir de então, milhões de mulheres reais, reféns do preconceito e do machismo, sedentas por um mundo onde o padrão de beleza fosse a absoluta ausência de padrões.
 
O concurso Garota Verão é realizado desde a década de oitenta. Em mais de trinta anos, nenhuma candidata havia desafiado a regra de que a mulher bonita deve ser magra e alta.
 
A canguçuense foi pioneira. Com 1,61m e 70kg, a adolescente “foi lá e arrasou”, como ela própria define. No parque aquático Tchê Parque três mil canguçuenses assistiram a um momento com todos os traços para se tornar inesquecível. O município que nunca teve uma candidata vencedora neste concurso estadual agora ganha destaque no país inteiro pela coragem de uma adolescente que ousou ser diferente.
 
A moradora da localidade rural de Cerro da Boneca não tem acesso à internet, celular e às redes sociais. Foi através de uma rádio local que ela descobriu o concurso.
 
– Minha mãe ouviu e deu a ideia de que eu concorresse. Eu até comentei que os jurados não iriam gostar de mim porque preferiam candidatas magrinhas. Mas ela me encorajou – relata.
 
A jovem fez a inscrição junto à secretaria municipal de Cultura, Turismo, Juventude e Mulheres e se preparou para o grande dia. A imagem que percorreu o país nas redes sociais foi registrada pela fotógrafa Cláudia Peres minutos antes do início do desfile.
 
– Eu estava muito nervosa no começo, mas quando cheguei lá e vi todo mundo gritando, torcendo, senti algo muito bom. O nervosismo foi só no começo. Eu estava confiante e arrasei – relata a estudante, que se inscreveu um dia antes do concurso.
 
Depois do desfile, que teve outra candidata como vencedora, a jovem voltou para casa disposta a seguir a vida normal. A filha dos pequenos agricultores Volnei e Cristina iria passar em casa o restante das férias antes de retornar à escola Santa Maria, onde cursa o Ensino Fundamental.
 
Dias depois ela visitou uma amiga e soube da repercussão das fotos. A partir de então os convites não pararam de chegar. Diariamente o departamento de imprensa da Prefeitura de Canguçu recebe dezenas de ligações de todo o Brasil. Todos querem o contato da adolescente. Já surgiram propostas de desfile, book fotográfico e entrevistas.
 
Convidada pela produção de um canal de TV, a adolescente viajou nesta quarta-feira (27) para o Rio de Janeiro, onde gravará entrevistas. Mais do que a fama, a jovem espera que seu gesto inspire outras pessoas.
 
– Muitas meninas mais gordinhas tinham vergonha do próprio corpo. Espero que depois dessa minha iniciativa elas possam mudar – opina.
 
Vanessa, na definição de Galeano, é uma destas pessoas que irradia brilho próprio e incendeia o mundo por onde passa. Seu gesto impõe questionamentos à sociedade tradicional e aponta caminhos para outras Vanessas.
 
 
Canguçu – Um município para todos
Vanessa Braga é natural de Canguçu, um município localizado na região sul gaúcha e com aproximadamente 13 mil propriedades rurais, sendo considerado o maior minifúndio da América Latina e a capital nacional da agricultura familiar. A divisão igualitária da terra faz com que 65% dos 53 mil habitantes resida no campo. O município é marcado também pela diversidade de culturas. Nos 3.525 km² de território vivem descendentes de imigrantes alemães e italianos, além de espanhóis e portugueses. Situado a 270 quilômetros da capital gaúcha, o Minifúndio das Américas também abriga 14 comunidades quilombolas, 12 assentamentos da reforma agrária e uma reserva indígena. A base econômica é a produção em pequenas propriedades, com destaque para o plantio de milho, feijão, soja, tabaco e pêssego. A cidade é administrada pelo prefeito Gerson Nunes (PT) e pelo vice Neizinho Bubolz (PDT). O lema “Governo Popular de Canguçu – Um município para todos” faz parte do projeto de apoio à diversidade e à participação popular.
 
Texto/Foto: Xiru Gonçalves

Fonte: Imprensa da Prefeitura Municipal de Canguçu
Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Poste um comentário:

0 comments: