slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Como confiar no portal eletrônico do TJRS ?

Serafina Correa, 11 de dezembro de 2014.

Ao
Espaço Vital

Ref.: Como confiar no portal eletrônico do TJRS ?

Socorro-me do auxílio do Espaço Vital, pois, em que pese toda a campanha dos tribunais e do CNJ para que os advogados passem a usar o processo eletrônico - muitas vezes até obrigando a sua utilização, e, com isso, a compra de novos e modernos equipamentos de informática - parece que, definitivamente, ainda não estamos prontos para isso.

Hoje me deparei com uma situação, no mínimo, fora do comum para quem precisa confiar no Portal Eletrônico do TJRS.

Ao consultar um determinado processo através do portal do processo eletrônico, deparei-me com a informação de que não havia movimentação nos últimos trinta dias, conforme “print” que obtive da tela e que poderei exibir, se necessário.

Obviamente não pude dar-me por satisfeito, pois há poucos dias recebi uma nota de expediente dando conta do julgado, conforme segue:

JUSTIÇA ESTADUAL RS - DISPONIBILIZADO EM : 26/11/2014
SAO LUIZ GONZAGA - 1ª VARA CÍVEL - NOTA DE EXPEDIENTE Nº 492/2014

034/1.10.0000574-3 (CNJ 0005741-11.2010.8.21.0034)

034/1.10.0000574-3 (CNJ 0005741-11.2010.8.21.0034) - JAIME ANTONIO GIACOMELLI ALBRECHT ME (PP. CLODOMIRO DORNELES DA SILVA) X SOMA DISTRIBUIDORA DE AUTOPECAS LTDA (PP. GIOVANI ZANINI E LOURENSO PRESOTTO).

JULGADA IMPROCEDENTE A ACAO CAUTELAR.


Pensei comigo mesmo: “Fim de ano. Estou ansioso pelas festas e férias. Já estou sonhando com intimações”...

E fui conferir. Não...Lá estava, de fato, a publicação.

Acessei, então, o saite do TJRS, e, para minha surpresa qual era a movimentação? Claro, como não podia deixar de ser, nota de expediente disponibilizada no DJ Eletrônico, com, pelo menos, cinco movimentações após a última apresentada pelo Portal Eletrônico, conforme se pode ver:

http://www.espacovital.com.br/noticia-31278-como-confiar-no-portal-eletronico-do-tjrs

Agora, leitores, amigos, advogados, magistrados, como posso confiar no Portal Eletrônico para apresentar minhas peças processuais se nem mesmo a sentença aparece?

Como posso sair tranquilo, sabendo que posso peticionar eletronicamente?

Definitivamente temos um longo curso pela frente, até que possamos utilizar com um mínimo de tranquilidade o processo eletrônico.

Com a palavra o TJRS!

Desculpem-me pelo desabafo, esperando, sinceramente, que outros colegas não passem por isso, pois, graças, o meu prazo ainda não se escoou.

Houvesse decorrido o prazo recursal, eu poderia ter sérias consequências, inclusive éticas.

Atenciosamente,
Lourenso Presotto, advogado (OAB/RS nº 62.017).


Fonte: Espaço Vital, notícias jurídicas
Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Poste um comentário:

0 comments: