slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Os pardais de Mao

China

Introduzir espécies exóticas, como ocorreu no Lago Vitória, não é a única maneira de provocar um desequilíbrio no ecossistema. Pouco depois, o ditador chinês Mao Tsé-tung também mostrou ao mundo um outro modo.

Um belo dia, no início do período do Grande Salto para Frente (1958 a 1961), ele acordou com a certeza de que havia descoberto a solução para aumentar os rendimentos da agricultura chinesa.

Bastava suspender a jornada de trabalho e incentivar a população a matar todos os pardais que encontrasse.

Na opinião de Mao, eram essas pequenas aves as pragas responsáveis pela baixa produtividade agrícola do país, pois se alimentavam dos cereais e das sementes nas plantações. Foram necessários apenas três dias para que a população saísse às ruas com todos os artifícios imagináveis para caçar os ''perigosos'' pardais. Há relatos de que, cansados de fugir da perseguição, os pássaros pousavam exaustos no chão e eram mortos a pauladas. Funcionários do governo contavam pernas de pássaros e faziam o relatório do extermínio. Em pouco tempo, as aves desapareceram dos céus da China. E o que se viu então foi a proliferação em massa de lagartas (das quais os pardais eram os predadores naturais), que devoraram plantações inteiras, causando prejuízos e falta de alimentos. O extermínio dos pardais agravou os problemas criados com as políticas fracassadas de Mao, que causaram uma fome em massa, da qual cerca de 30 milhões de pessoas foram vítimas.


Fonte: O Estado de São Paulo - http://www.estadao.com.br/noticias/geral,os-pardais-de-mao,503365
Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Mudei o meu perfil do blogger. Agora estou utilizando este aqui: https://draft.blogger.com/profile/12182443674733728583

Poste um comentário:

0 comments: