slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Kabum vence, e pela 1ª vez brasileiros vão a mundial de 'League of Legends'

Kabum foi campeã brasileira de 'League of Legends'. (Foto: Bruno Alvares / Riot Games)


O time brasileiro Kabum venceu na noite desta sexta-feira (29) o "International Wildcard" e se classificou para o mundial do game on-line "League of Legends". É a primeira vez que uma equipe brasileira consegue avançar para o campeonato mundial do jogo.

A Kabum teve de derrotar a PEX Gaming, um time formado por jogadores latinos. Os brasileiros começaram o embate sonolentos e permitiram que os adversários avançassem, mas se recuperaram ainda na primeira partida e saíram na frente – os embates são compostos por cinco jogos; quem vencer três, leva. A partir daí, só deu Brasil.

A disputa foi transmitida pelo Twitch, que exibe partidas de games on-line. No auge da disputa, mais de 78 mil pessoas assistiam pela internet a vitória da Kabum.

O G1 acompanhou a disputa em um bar da Zona Oeste de São Paulo. Apesar de a bebida ser liberada, enquanto os personagens tentavam exterminais os rivais no game, projetado em um telão, ninguém arredava pé nem arriscava ir ao bar para pegar uma cerveja.

Cada adversário aniquilado e torre conquistada eram comemorados como gols em um jogo de futebol. A partir da segunda partida, a Kabum passou a preocupar menos os fãs que assistiam a partida.

"É dez vezes melhor [que futebol]", diz o estudante de audiovisual, João Cândido, de 20 anos.

Quanto à Kabum, ele e o amigo Luan Felipe, arquiteto de 22 anos, até demonstravam tristeza. "Não tem muito esse lance de torcida. Ninguém quer ver um 3 a 0. Isso nunca aconteceu. A gente gosta é de jogo", disse Cândido. A cada "double kill", a dupla voltava a vibrar. Ao final do embate, não deu outra: a Kabum venceu por 3 a 0.

O mundial

A chegada da Kabum ao "International Wildcard" foi uma surpresa entre os fãs de "League of Legends". Tido como azarão, o time venceu na final do Circuito Brasileiro (CBLoL) a tradicional CNB por um placar inesperado: 3 a 1, de virada. Para o time, não foi sorte. No ano passado, a equipe brasileira Pain Gaming também disputou a classificatória para o mundial, mas foi derrotada.

A adversária da Kabum, a equipe PEX Gaming, é composta por jogadores argentinos, uruguaios e peruanos. Nenhum deles, porém, era estranho ao time brasileiro, pois os latino-americanos jogam no servidor de "League of Legends" no Brasil. Acabam, por isso, disputando partidas contra os brasileiros. O peruano Giovanne "FraGio" Huamán, inclusive, já jogou em uma equipe nacional. Em 2012, vestia a camisa da Pain.

Segundo a Riot Games, criadora de "League of Legends", as fases de grupo do mundial serão em setembro em Taipei e Cingapura. As quartas-de-final acontecem em outubro em Busan, na Coreia do Sul. O campeonato vai a Seul para as semis e a decisão, que será realizada no estádio Sangam, usado na Copa do Mundo de 2002.

Fonte: Espaço Tecnologia e Games no portal G1
Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Mudei o meu perfil do blogger. Agora estou utilizando este aqui: https://draft.blogger.com/profile/12182443674733728583

Poste um comentário:

0 comments: