slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Artigo: O futuro do RS é agora

Chega de adiar e vivermos de promessas, as coisas já estão acontecendo aqui e agora. No RS, depois de um largo período sem investimentos e sem iniciativas mais estruturantes, as coisas já estão em curso, ou melhor, já são realidade.

É o novo modelo de pedagiamento comunitário com redução dos seus preços, a duplicação da BR 392 entre Pelotas e Rio Grande, a da BR 116 entre Porto Alegre e Pelotas que já está contratada, é o viaduto em Canoas ligando a BR 116 a BR 386 e a duplicação desta, entre Tabaí e Lajeado. E há também a duplicação da BR 290 entre Eldorado do Sul e Pantano Grande. Além da tão esperada e muito prometida duplicação da RS 118, que está em estágio avançado.

Mais ainda a BR 448, que ligará nossa capital até Portão, dando continuidade até Estância Velha, já apelidada de “Rodovia da Serra”, pois encurtará caminho para ir e vir à Serra gaúcha, sem necessitar usar a BR116.

Ainda temos a nossa metade sul, historicamente ressentida de investimentos, que vive hoje outra realidade. É o Polo Naval de Rio Grande e suas decorrências do ponto de vista da infraestrutura urbana, do saneamento básico, da habitação, da geração de emprego e renda e da qualificação profissional. Também a Unipampa que começa na região da Campanha e vai até a Fronteira Oeste, associando-se à expansão do ensino superior e técnico no estado. Temos ainda a expansão da fruticultura, do setor vitivinícola e os investimentos em energia sustentável aproveitando os ventos.

E recentemente o maior investimento de nossa história na ampliação da fábrica da CMPC em Guaíba e a vinda da fábrica de caminhões da Foton Aumark, que atrairá sistemistas que se instalarão ao seu redor. Tudo isto tem enorme interferência e repercussões na nossa metade sul e na relação com a capital.

O Aeromóvel , tecnologia genuinamente gaúcha, depois de 30 anos é uma realidade. As obras de mobilidade urbana e infraestrutura de saneamento e habitacionais nos municípios se reproduzem por todo o Rio Grande.

Só na capital são obras de mobilidade para os BRT`s, como o corredor da avenida Bento Gonçalves, da João Pessoa, o corredor da avenida Padre Cacique e o da Protásio Alves. A duplicação da Vila Tronco e as obras de arte da terceira perimetral. Mais ainda, a duplicação da Avenida Edvaldo Pereira Paiva, as obras da Voluntários da Pátria, o complexo da rodoviária e o prolongamento da Severo Dullius.

Na agricultura, o RS vive um momento extraordinário. Apenas um ano após uma das estiagens mais longas dos últimos 50 anos, estamos diante da melhor safra da história. Além do clima favorável, destacamos a sintonia entre o Plano Safra Federal e Estadual e os fortes investimentos em Assistência Técnica e Extensão Rural que através de vários programas do Governo do Estado foram decisivos para este resultado.

Tudo isto num contexto de uma fundamental parceria do governo do estado com o governo nacional, onde a indústria gaúcha cresce acima da média brasileira, nossa exportação também é maior que a do país e o aumento do consumo interno é revelador de tudo isto.

Nos últimos 10 anos, 60% da população teve um aumento de renda de 40%. E os outros 40% da população tiveram sua renda aumentada em 20%. Ou seja, pegando a região metropolitana de Porto Alegre registra-se a menor taxa de desemprego do Brasil no mês de julho, com 3,7% da população economicamente ativa desocupada, segundo pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Sem adiamentos e sem promessas, as coisas já estão acontecendo, o futuro do RS é aqui e agora!



(Adão Villaverde é professor, engenheiro e deputado estadual PT/RS).
Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Mudei o meu perfil do blogger. Agora estou utilizando este aqui: https://draft.blogger.com/profile/12182443674733728583

Poste um comentário:

0 comments: