slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

40 anos da Guerrilha do Araguaia



O sábado resistente deste Mês será dedicado aos 40 anos do inicio da Guerrilha do Araguaia que representou um momento importante na história de luta do nosso povo contra a ditadura militar. Homenagear as dezenas de camaradas que foram assassinados - e hoje se encontram desaparecidos - é um dever de todo militante comunista. Façamos desse um grande ato em defesa da memória e da Verdade - num momento que reacionários teimam em comemorar o golpe de 1964. Por isso, conclamo para que participem, divulguem e busquem trazer outros militantes e amigos.
 
Além das exposições de Romualdo Pessoa e Paulo Abrão, haverá lançamento do livro "Guerrilha do Araguaia: a esquerda em armas" e homenagens especiais ao líder estudantil e guerrilheiro paulista Antônio Guilherme Ribeiro Ribas, ao seu irmão Dalmo Ribas e aos representantes dos camponeses anistiados da região e do Ministério Público Federal, que denunciaram o coronel Curió.

40 anos da Guerrilha do Araguaia

Dia 14 de Abril (Sábado) às 14 horas

Local: Memorial da Resistência de São Paulo
Largo General Osório, 66 – Luz.
Auditório Vitae – 5º andar

14h - Boas vindas

Kátia Felipini
Coordenadora Memorial da Resistência

Apresentação e coordenação
Ivan Seixas – Núcleo de Preservação da Memória Política

Expositores

Romualdo Pessoa Campos Filho – Professor da Universidade Federal de Goiás e autor do livro Guerrilha do Araguaia: a esquerda em armas.
Andrey Borges de Mendonça – Procurador da República em Ribeirão Preto – Integrante do Grupo Direito à Memória e à Verdade do MPF – Mestre e Doutor pela Universidade Pablo de Olavides
Paulo Abrão – Secretário Nacional de Justiça e Presidente da Comissão de Anistia do Ministerio da Justiça

Lançamento da 2ª Ediçao de Guerrilha do Araguaia: a esquerda em armas

Homenageados

Antonio Guilherme Ribeiro Ribas
ex-presidente da União Paulista dos Estudantes Secundaristas, guerrilheiro no Araguaia e assassinado pela ditadura militar

José Dalmo Ribeiro Ribas  em nome dos  familiares de mortos e desaparecidos durante a guerrilha do Araguaia.

Andrey Borges de Mendonça em nome do  Ministério Público Federal  pela denuncia contra o coronel da reserva do Exército Sebastião Curió Rodrigues de Moura pelo crime de sequestro qualificado de cinco pessoas na Guerrilha do Araguaia.

José Moraes Silva - Presidente da Associação dos Torturados da Guerrilha do Araguaia – ATGA

Os Sábados Resistentes são espaços de discussão entre todos os interessados no debate sobre as lutas contra a repressão, em especial a resistência ao regime civil-militar implantado com o golpe de Estado de 1964.

 Mais informações: www.grabois.org.br
Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Mudei o meu perfil do blogger. Agora estou utilizando este aqui: https://draft.blogger.com/profile/12182443674733728583

Poste um comentário:

0 comments: