slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Gastos do governo com publicidade são 42% menores em 2011

Nos nove primeiros meses de governo Dilma, a redução de gastos com publicidade, se comparados ao mesmo período do ano passado - quando foram gastos cerca de R$ 523,4 milhões - foi de 42,6%. A previsão do Orçamento da União em 2011 é de R$ 626,4 milhões com propaganda, mas até setembro, apenas R$ 300,5 milhões foram utilizados, sendo R$ 81,2 milhões em publicidade institucional e R$ 219,3 milhões na área de utilidade pública.

INFOGRÁFICO: Confira os gastos com publicidade do governo
Dados da ONG Contas Abertas indicam, também, que a própria Presidência da República está entre os campeões de gastos. Dos R$ 210,3 milhões disponíveis ao órgão, R$ 99 milhões já foram utilizados. Deste total gasto, R$ 42,8 milhões referem-se a restos a pagar de contratos ainda do governo Lula.

Mas se não levarmos em conta os compromissos com gestões anteriores, o Fundo Nacional de Saúde, gestor financeiro dos recursos do Sistema Único de Saúde (SUS), assume a liderança do ranking, com R$ 66 milhões executados este ano. O valor equivale a 47,8% do montante de R$ 139,3 milhões.

Já o Ministério do Esporte, que está no centro de uma grave crise por conta de denúncias de desvio de verbas, gastou R$ 12 milhões dos R$ 44,3 milhões destinados à pasta, isso a apenas três anos para a Copa do Mundo de 2014, megaevento esportivo que será sediado no Brasil.

Gastos de quase R$ 1,8 milhão por dia

Ao traçar um paralelo com os nove primeiros meses do ano passado, a queda com gastos em comunicação publicitária foi de 39,7%. De janeiro a setembro de 2011 foram gastos R$ 185,3 milhões, já em 2010 a despesa alcançou a cifra de R$ 307,2 milhões.

O governo federal é o maior anunciante do país e aplicou R$ 649,1 milhões em anúncios publicitários durante 2010, ano de eleição em todo o país para o executivo e legislativo. O gasto revela uma média de quase R$ 1,8 milhão por dia. O aumento em ano eleitoral é outra característica constatada. Em 2006, os gastos atingiram R$ 320,9 milhões, quase R$ 122,8 milhões a mais do que em 2007, primeiro ano do segundo mandato do governo passado.

Mídia mais utilizada foi a televisão

Segundo dados divulgados pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom), de janeiro a setembro, a mídia mais utilizada foi a televisão, correspondendo a R$ 52,1 milhões dos gastos. Já o rádio ficou com a segunda maior fatia, cerca de R$ 8,7 milhões em publicidade.

O restante dos recursos gastos pela Presidência da República com publicidade nos nove primeiros meses do ano são referentes aos diversos tipos de mídias.

Fonte: Site do Jornal O Globo
Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Mudei o meu perfil do blogger. Agora estou utilizando este aqui: https://draft.blogger.com/profile/12182443674733728583

Poste um comentário:

0 comments: