slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Provocações de jogadores motivam Renato Gaúcho a vencer no futevôlei

Talvez a intenção não era exatamente esta. Mas as provocações dos próprios jogadores do Grêmio serviram como instrumento de motivação ao técnico Renato Gaúcho. Desafiado a mostrar suas habilidades na disputa do Mundial 4 x 4 de futevôlei, ele prometeu réplica no vestiário do Estádio Olímpico.

Embora recupere-se de lesão na panturrilha esquerda, Renato Gaúcho vai ao Rio de Janeiro com a mesma confiança que o caracterizou durante toda sua carreira:
- Espero não sentir nada, porque se eu não sentir, tem cheiro de título aí...

Victor chegou a dizer que Renato Gaúcho em ação nas areias é igual a cabeça de bacalhau, porque 'ninguém nunca viu'. Com o mesmo bom humor do goleiro titular, o treinador gremista não vê a hora da devolução das provocações.

- Falei pra ele. Liga a tevê e você vai ver. Mandei colocar uma rede ali na areia, e disse pros jogadores: 'façam a fila'. Essa rede já deveria ter sido colocada. Está tudo pronto. A hora deles vai chegar, inclusive a do Victor - afirmou, referindo-se à criação de uma quadra de futevôlei na caixa de areia onde os jogadores realizam trabalhos de recuperação física.

Sobre as dores na panturrilha, Renato acredita que estará bem para a disputa. Desde o final de fevereiro ele sofre com o problema, submetendo-se a sessões de fisioterapia e aplicação de gelo. Renato inclusive tem desfalcado a equipe de Gabriel nos rachões tradicionais das vésperas de jogos.

- A fisioterapia me ajudou bastante, estou contando com a ajuda deles. Senti esse problema na Colômbia, aí fui jogar um futevôlei na folga, não estava bem ainda, e voltou de novo a dor. Mas a areia é mais macia que a grama - disse.

No Rio de Janeiro, Renato Gaúcho promete dar visibilidade ao Grêmio, respeitando as restrições impostas pelos organizadores do evento. E ele contará com a torcida da filha Carol, devidamente uniformizada em azul, preto e branco.

- Eu sou a marca Grêmio. Terei de usar o uniforme da competição, mas por baixo vai ter camisa do Grêmio, colete do Grêmio. Não houve tempo para fazer muita coisa porque eu havia desistido de jogar. Quando nosso jogo (Grêmio x Veranópolis) passou para o domingo, voltei ao campeonato. Minha filha vai estar lá, com a camisa do Grêmio.

Renato Gaúcho não teve tempo de treinar com os companheiros - os tricampeões mundiais Nathaniel Cavalcante e Cícero dos Santos, além de Marcelo Schilling e Léo Tubarão. Mas acredita que eles terão desempenho, afinal, praticam diariamente este esporte.

- Sou eu e mais três (risos). Eu respeito eles, porque são 'ratos de praia', eles abrem e fecham a praia, são obrigados a jogar melhor que eu. Na grama é diferente. Eu queria ter a vida deles. Acorda, e vai para a praia. Durante o dia, fica na praia. E de noite, quando cansa, vai dormir.

O Mundialito de Futevôlei 4 x 4 será realizado entre os dias 31 de março e 02 de abril, no Rio de Janeiro. Renato recebeu da diretoria tricolor autorização para se ausentar dos treinos da próxima quinta-feira (regenerativo) e do sábado seguinte (rachão).

Fonte: Globoesporte.com
Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Mudei o meu perfil do blogger. Agora estou utilizando este aqui: https://draft.blogger.com/profile/12182443674733728583

Poste um comentário:

0 comments: