slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Quase 100 mil casas estão sem luz no RS após vendaval

Depois de uma madrugada com rajadas de vento que chegaram a mais de 100 quilômetros por hora, pelo menos 96 mil casas estão sem abastecimento de energia nesta terça-feira (14) no Rio Grande do Sul. Na manhã de hoje, o número era de 30 mil, mas os ventos continuaram e aumentaram o número de afetados.

O maior contigente de consumidores sem luz é da área de abrangência da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE). São 77 mil domicílios sem fornecimento, 29 mil deles em Porto Alegre. Seis alimentadores pararam de funcionar na cidade. Em Viamão, vizinha à capital, são 16,7 mil clientes sem luz.

A queda de quatro alimentadores também deixou sem energia parte da cidade de Tapes, na zona Sul do Estado, e provocou cortes parciais em clientes de Camaquã, Dom Feliciano, Amaral Ferrador, Chuvisca, Sentinela do Sul, Sertão Santana e Barão do Triunfo. Não há previsão de reabastecimento.

Na região de concessão da RGE, 15 mil clientes estão sem energia. Os municípios mais atingidos são Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Passo Fundo, Nova Prata e Palmeira das Missões. Nesses caso, também não há previsão da restauração das redes.

Na área de abrangência da AES Sul, as 6 mil residências que estavam sem forneciment o de energia nesta manhã tiveram o serviço normalizado. Mas outros 4 mil clientes no vale do Rio Pardo tiveram o abastecimento cortado pela manhã.

Em Caxias, as rajadas de vento atingiram 59 quilômetros por hora na madrugada. Três casas foram destelhadas, segundo a Defesa Civil da cidade. Em Bento Gonçalves, o vento chegou a 64 quilômetros por hora.

Em Rio Grande, o canal do porto ficou fechado para a entrada e saída de navios até às 9h desta manhã devido às más condições do mar. Às 12h, a MetSul Meteorologia registrou rajadas de vento de 101 quilômetros na cidade. Houve queda de postes e árvores. Durante a manhã, a velocidade média das rajas ficou em torno de 70 quilômetros horários.

Em Porto Alegre, a ventania chegou a 80 quilômetros por hora durante a manhã desta terça-feira. Na zona leste da capital, vários postes de luz foram derrubados pela força do vento e causaram interdição de vias e queda no fornecimento de energia.

O vendaval foi resultado de um ciclone extratropical que se deslocou para o oceano durante a noite e a madrugada. Segundo a MetSul Meteorologia, o mau tempo é resultado da combinação do ar quente que entrou pelo Estado vindo do Norte e de um sistema de baixa pressão.

Desde a segunda-feira (13), choveu o equivalente a 15 dias em várias regiões do Estado. Em Alegrete a precipitação acumulou 106 milímetros até o meio-dia de segunda-feira, equivalente a 58% da média de setembro.

Na quarta-feira (15), o ar seco toma conta de todas as regiões e garante um dia ensolarado em todo o Rio Grande do Sul. Apesar do sol, a temperatura caiu mais de dez graus e há risco de geadas em áreas isoladas do Oeste e da Serra.

do Uol Notícias
Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Mudei o meu perfil do blogger. Agora estou utilizando este aqui: https://draft.blogger.com/profile/12182443674733728583

Poste um comentário:

0 comments: