slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Palmeiras ignora crise, afunda o Grêmio e faz a festa na despedida do Palestra

Esqueça a crise, as brigas nos bastidores e a desconfiança da torcida. Neste sábado, tudo isso ficou longe do Palestra Itália. Com uma atuação vibrante, o time alviverde superou o Grêmio por 4 a 2 e se despediu do estádio em grande estilo. Não só isso, como os comandados do interino Jorge Parraga chegaram à vice-liderança do Brasileiro e complicaram ainda mais a situação da equipe gaúcha no ano.

Mesmo com a fase conturbada do Palmeiras, a torcida fez sua parte e encheu o Parque Antarctica no último jogo oficial antes do início das obras para a construção da Arena. Apesar de mostrar alguns erros na defesa, a equipe anfitriã esbanjou vontade e levou a melhor com dois gols de Ewerthon e outros de Cleiton Xavier e Maurício Ramos.

O triunfo manteve a arrancada do Palmeiras no Brasileirão. A equipe comandada pelo técnico interino Jorge Parraga chegou aos sete pontos na tabela, em segundo lugar, com duas vitórias em casa e um empate fora.

"Por tudo o que aconteceu, arrumamos força e conseguimos dar a volta por cima”, celebrou o meia Cleiton Xavier. “O Palmeiras é grande e precisa ser respeitado. A torcida sabe disso e por isso nos ajudou tanto”, ressaltou Maurício Ramos.

O Grêmio, por sua vez, não conseguiu contornar o abalo pela eliminação recente na Copa do Brasil. O time gaúcho sofreu nesta noite seu terceiro revés consecutivo e permanece na rabeira do Nacional, com apenas um ponto, na penúltima colocação.

“Conseguimos o empate, mas tivemos outra falha de bola aérea e depois ficou difícil”, lamentou o zagueiro Rodrigo. “Superamos a eliminação, mas tomamos uns gols bobos que não podemos tomar”, completou o atacante William.

Mesmo com o apoio da torcida alviverde, foi o Grêmio que tomou as ações ofensivas no início da partida. Acuado e com muitos erros de passes, o Palmeiras só conseguiu arriscar seu primeiro chute com 11 minutos. Mas bastou o primeiro avanço para os anfitriões saírem com mais liberdade. Tanto, que aos 15min a equipe da casa não perdoou falha da defesa rival e abriu o placar com Ewerthon.

Na frente do marcador, o Palmeiras continuou superior até ampliar aos 29min, com outro gol do camisa 88. E quando parecia que o time da casa tinha tudo para seguir tranquilo no jogo, o Grêmio reagiu e descontou apenas dois minutos depois com Jonas, deixando o duelo aberto.

No fim do primeiro tempo, o juiz ainda expulsou Marcos Assunção e Douglas após os dois trocarem empurrões. “É normal que o juiz puna, mas não com vermelho. Foi exagerado, eu não tinha nem o amarelo”, lamentou o palmeirense. “Parece o Santos, time de bonecas”, disparou Douglas, reclamando da falta cometida sobre o volante rival que gerou a confusão.

O Grêmio voltou com outra postura para a etapa final. Logo aos 4min, a equipe de Silas aproveitou jogada aérea pela direita e empatou com Hugo. Mas o Palmeiras não se abalou com o gol e continuou com os avanços para voltar a ficar na frente. Aos 15min, Maurício Ramos mostrou oportunismo pelo alto e fez o terceiro dos anfitriões.

Como as duas equipes ficaram com dez jogadores, a partida seguiu aberta, com espaços para ambos os lados. Melhor para o Palmeiras que encaixou bom contra-ataque aos 25min para anotar o quarto, com Cleiton Xavier. Depois disso, a equipe de Parraga só precisou manter a atenção na marcação para assegurar o triunfo.

Agora, as duas equipes voltam a atenção para a quarta rodada, a primeira marcada para o meio de semana. O Palmeiras entra em campo diante do São Paulo, na quarta-feira, no Morumbi. Já o Grêmio encara o Avaí no mesmo dia, em Porto Alegre.

PALMEIRAS 4 X 2 GRÊMIO

PALMEIRAS
Marcos; Vitor, Léo (Maurício Ramos), Danilo e Pablo Armero; Edinho, Márcio Araújo, Marcos Assunção e Cleiton Xavier; Ewerthon (Souza) e Vinicius (Paulo Henrique)
Técnico: Jorge Parraga

GRÊMIO
Victor; Joílson, Ozeia, Rodrigo e Bruno Collaço (Maylson); Adílson, Fábio Rochemback, Hugo e Douglas; Jonas e Leandro (William)
Técnico: Silas

Data: 22/05/2010 (sábado)
Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Árbitro: Paulo H. Godoy Bezerra (SC)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock e Angelo Rudimar Bechi (ambos do SC)
Público: 18.635 torcedores
Renda: R$ 538.961,00
Cartões amarelos: Edinho, Márcio Araújo, Vinicius (PAL); Douglas, Adilson, Fábio Rochemback, Ozeia (GRE)
Cartões vermelhos: Marcos Assunção (PAL); Douglas (GRE)
Gols: Ewerthon, aos 15min e aos 29min, Jonas, aos 31min do primeiro tempo; Hugo, aos 4min, Maurício Ramos, aos 15min, Cleiton Xavier, aos 25min do segundo tempo

do Uol Esportes
Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Mudei o meu perfil do blogger. Agora estou utilizando este aqui: https://draft.blogger.com/profile/12182443674733728583

Poste um comentário:

0 comments: