slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Grêmio é campeão gaúcho em 2010



Grêmio e Internacional entraram em campo para decidir o Gauchão 2010 em realidades completamente diferentes. Enquanto os gremistas comemoravam uma sequência de bons resultados e a vantagem obtida pela vitória por 2 a 0 no Beira Rio, os colorados amargavam uma série de derrotas que poderia culminar na demissão de Jorge Fossati. Dentro de campo, o Internacional conseguiu marcar um gol antes dos 10 minutos de jogo, venceu, mas o 1 a 0 deixou o título com o Grêmio pelo resultado do confronto anterior. O susto inicial enalteceu a vitória nos 180 minutos dos comandados de Silas Pereira.

Com o resultado, o Grêmio conquista o trigésimo sexto título estadual, três a menos que o arqui-rival, Internacional, que tem 39. A conquista não acontecia desde 2007. Em números, o Grêmio encerrou o Gauchão com 16 vitórias, dois empates e três derrotas em 21 jogos. Marcou 45 e sofreu 20 gols.

Precisando do resultado, o Internacional tentou o ataque desde o início da partida e conseguiu seu primeiro objetivo, marcando um gol antes dos 10 primeiros minutos do confronto. Assim, ainda restavam 80 minutos para marcar mais 1, e levar para os pênaltis, ou 2 para conquistar o título. O gol fez com que o Grêmio saísse da defesa para reduzir a possibilidade de reversão da vantagem. O jogo ganhou muito em movimentação, com Victor e Abbondanzieri evitando que o placar se movimentasse mais.
Duelos individuais

Os problemas do Grêmio passavam por um duelo particular travado entre Sandro e Douglas. Enquanto o volante do Internacional ganhava a maioria das jogadas, o meia não conseguia jogar. Por outro lado, Rodrigo continha Walter, fazendo com que Taison buscasse um posto mais importante nas movimentações ofensivas.

Um lance curioso chamou atenção aos 36 minutos do primeiro tempo. Depois de um erro defensivo, Rodrigo, zagueiro do Grêmio, reclamou acintosamente de Adílson, empurrando o companheiro. Transtornado, o zagueiro foi para cima do volante de sua equipe. Ozeia teve que conter os ânimos e Adílson ficou caído dentro da área. O árbitro Leandro Vuaden nada fez, e as coisas se acalmaram.
45 minutos para o fim do campeonato

Silas, percebendo a atuação abaixo da média de seu time no primeiro tempo, sacou Leandro e colocou Hugo, para tentar mais alternativas ofensivas. O Grêmio melhorou, e o jogo apresentou poucas chances de gol. Na segunda etapa, o domínio foi claro do time tricolor. Percebendo a pouca criação de seu time, Jorge Fossati tentou a entrada de Thiago Humberto na vaga de Walter.

Antes criticado, Pato Abbondanzieri evitou que o Grêmio empatasse a partida no segundo tempo. Com defesas muito difíceis, o goleiro contribuiu para a permanência do resultado de 1 a 0 para o time colorado, mesmo que este ainda garanta o título para o Grêmio.

O Grêmio empilhou oportunidades e garantiu o resultado. A derrota teve gosto de vitória, mesmo que em casa. Isto porque o resultado no Beira Rio garantiu a conquista gremista. Os minutos finais, ao som do incessante canto dos torcedores, os atletas aguardaram o apito do árbitro para a vibração geral.

No final da partida Taison agrediu Jonas fora da jogada. O árbitro expulsou o jogador do Internacional, a confusão foi geral com técnicos invadindo o gramado. Jonas ficou transtornado. Mas os problemas só coroaram a festa dos torcedores do Grêmio. Objetos foram arremessados no gramado, e Taison, fora de si, arremessou de volta nos torcedores.

O Grêmio terá pouco tempo para comemorar o título, já que enfrenta o Fluminense, pelas quartas de final da Copa do Brasil, quarta-feira, no Olímpico. Por ter vencido o primeiro jogo, no Rio de Janeiro, por 3 a 2, os gremistas podem até perder por 1 gol de diferença que atingem as semifinais. Já o Internacional precisa se recuperar rapidamente. Na quinta-feira, o Banfield virá defender a vantagem de 2 gols no Beira Rio, pela Libertadores da América.

GRÊMIO 0 X 1 INTERNACIONAL

GRÊMIO
Victor; Edílson, Ozeia, Rodrigo e Neuton (Joílson); Adílson, Willian Magrão, Leandro (Hugo) e Douglas (Fábio Rochemback); Jonas e Borges.
Técnico: Silas Pereira

INTERNACIONAL
Abbondanzieri; Ronaldo Alves (Kleber Pereira), Bolívar e Fabiano Eller; Bruno Silva (Nei), Sandro, Glaydson, Giuliano e Kleber; Taison e Walter (Thiago Humberto).
Técnico: Jorge Fossati

Data: 02/05/2010, domingo
Local: estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Leandro Vuaden
Assistentes: Paulo Ricardo Conceição e José Franco Filho
Público: 44.727 presentes
Renda: R$ 1.010.589,00
Cartões amarelos: Ronaldo Alves (I), Nei (I), Fabiano Eler (I), Edílson (G)
Cartões Vermelhos:Taison (I)
Gols: Giuliano (Internacional), aos 9 do primeiro tempo

do Uol Esportes

Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Mudei o meu perfil do blogger. Agora estou utilizando este aqui: https://draft.blogger.com/profile/12182443674733728583

Poste um comentário:

0 comments: