slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Com polêmica de arbitragem e gol de Borges, Grêmio vence o Avaí e abre vantagem


Grêmio e Avaí tinham propostas opostas no confronto desta quarta-feira, no Olímpico. Os donos da casa buscavam o ataque, para fazer o resultado e encaminhar a classificação às quartas de final. Já o Avaí optou pelo esquema 3-6-1, deixando claro a intenção unicamente defensiva. Uma polêmica marcação de escanteio resultou o primeiro gol do Grêmio e encaminhou a vitória do time tricolor. A dupla Borges e Jonas funcionou mais uma vez. Com dois de Jonas e um de Borges, o time de Silas venceu por 3 a 1.

Com o resultado, o Grêmio pode perder por um gol de diferença, ou dois à partir de 4 a 2, no jogo de volta, na Ressacada, dia 21. Já o Avaí precisa vencer por dois gols de vantagem para se classificar. Por ter marcado gol em Porto Alegre, um resultado de 2 a 0 para o Avaí, garante os catarinenses nas quartas de final. Quem passar terá pela frente Fluminense ou Portuguesa. No primeiro jogo, os cariocas venceram por 1 a 0 em São Paulo.

Logo no início do jogo, já ficava clara a disposição de cada time na partida. O Grêmio, apoiado pelo torcedor, buscava jogadas ofensivas. O primeiro lance perigoso ocorreu aos 16 minutos, com Leandro. As movimentações do Avaí não tinham a velocidade necessária, e não chegavam a assustar.

Grêmio faz gol polêmico

Aos 18 minutos, o primeiro gol gremista foi oriundo de um erro da arbitragem. Douglas tentou driblar seu marcador, pela direita. A jogada não foi bem sucedida e a bola acabou saindo para a linha de fundo. O meia do Grêmio, inclusive, virou as costas para a jogada. Surpreendentemente, o auxiliar Marconi Helbert Vieira deu escanteio. Do cruzamento, Willian Magrão acertou a trave, e no rebote, Jonas marcou o gol.

Inconformados, os jogadores do Avaí correram para cima do auxiliar. A confusão generalizada teve início. Enquanto o árbitro reserva tentava afastar os jogadores do Avaí, Silas, técnico do Grêmio, gesticulava com a mão, como que sublinhando algo que fora dito. A atitude do comandante gremista irritou ainda mais os adversários. Sávio, Caio e Vandinho xingavam acintosamente o auxiliar. Depois que as coisas se acalmaram, Caio foi expulso e Vandinho recebeu cartão amarelo. Logo que viu o cartão vermelho, Caio correu como se fosse agredir o bandeirinha. Mais uma vez houve confusão, a Brigada Militar precisou intervir, mas não ocorreram incidentes. "Ele veio para roubar aqui, o Grêmio não precisa disso, isso é um desgraçado", reclamou o jogador ao deixar o gramado.

Curiosamente, o Grêmio falou muito sobre arbitragem nesta semana. Depois de sofrer sua primeira expulsão, contra o Pelotas, no Estadual, havia uma reclamação muito forte pelos fatos ocorridos naquele confronto. Os dois gols do adversário saíram de cobranças de pênaltis, e o clube de Porto Alegre reclamou muito.

Com um jogador a mais, o segundo gol gremista não demorou a sair. Mais precisamente, 10 minutos depois de Jonas abrir a contagem, Borges, recebeu de Willian Magrão e, em uma típica jogada de centroavante, girou sobre a marcação de Gabriel e chutou para a rede. Dos 52 gols marcados pelo Grêmio no ano, 25 foram ou de Jonas ou de Borges.

Sávio deixa o jogo, lesionado

Passou quase despercebido um lance aos 26 do segundo tempo. Ao dividir uma bola no campo de ataque do Avaí, Sávio mancou, mas ficou no jogo. Entre uma jogada errada e outra, o mais importante atleta do time catarinense não ocupava o posto de destaque que lhe era atribuído. Aos 40, Péricles Chamusca optou por sacar o ex-flamenguista, e colocar Roberto no time. Sávio passou completamente em branco na partida, errou muitos passes, não arrematou nenhuma vez em gol e não concluiu nenhum drible. Talvez pela forte marcação que foi feita pelo Grêmio. Ferdinando não desgrudou dele durante todo o tempo em que esteve em campo.
Segundo tempo com gols relâmpagos

O Grêmio comandava as movimentações do jogo, no segundo tempo. Jonas tocou de calcanhar para Willian Magrão bater, Zé Carlos defendeu e o próprio Jonas empurrou para a rede. Com o terceiro gol gremista, o Avaí foi para cima. Logo no primeiro lance, Robinho aproveitou o rebote de Victor e marcou o gol de honra dos catarinenses.

Com o saldo qualificado presente no regulamento da Copa do Brasil, o gol marcado pelos catarinenses foi importante. Animicamente o lance foi fundamental para os comandados de Péricles Chamusca, que iniciaram uma pressão impressionante. Fábio Santos e Willian Magrão salvaram o Grêmio em cruzamentos e contra ataques. Visivelmente o Grêmio sentiu o momento psicológico da partida. Percebendo isso, Silas colocou o zagueiro Ozeia no lugar de Edílson, empurrando Mário Fernandes para o flanco.

Aos 40 minutos, a última chance dos catarinenses. Cruzamento da direita e o zagueiro Rafael perdeu de dentro da área, sozinho. Com isso, foi só esperar o fim do jogo e o Grêmio comemorar a vantagem obtida.

O Agora, o Grêmio somente trabalha aguardando o confronto da próxima quarta-feira, em Santa Catarina. A vantagem obtida com o 3 a 1 dá ao tricolor a possibilidade até de perder até por um gol de diferença e, mesmo assim, atingir as quartas de final. Já o Avaí, antes de pensar em reverter o placar na Copa do Brasil, ainda tem a final do Catarinense, neste domingo, contra o Figueirense.

GRÊMIO 3 X 1 AVAÍ

GRÊMIO
Victor; Edílson(Ozeia), Mario Fernandes, Rodrigo e Fábio Santos; Ferdinando (Adílson),Willian Magrão, Leandro(Mithyuê) e Douglas; Jonas e Borges.
Técnico: Silas Pereira

AVAÍ
Zé Carlos; Gabriel, Rafael e Emerson Nunes ; Patric, Marcinho Guerreiro, Caio, Batista(Rodrigo), Sávio (Roberto) e Uendel; Vandinho(Robinho).
Técnico: Péricles Chamusca

Data: 14/04/2010, quarta-feira
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Alício Pena Júnior (MG)
Assistentes: Marconi Helbert Vieira e Marcus Vinícius Gomes (ambos mineiros)
Público: 16.628 presentes
Renda: R$ 187.128,00
Cartões amarelos: Ferdinando (G), Edílson (G), Leandro (G) Marcinho Guerreiro (A), Vandinho (A), Batista(A)
Cartões vermelhos: Caio (A)
Gols: Jonas (Grêmio) aos 18 do primeiro tempo; Borges (Grêmio) aos 28 do primeiro tempo; Jonas (Grêmio) aos 10 do segundo tempo; Robinho (Avaí) aos 12 do segundo tempo

do Uol Esportes
Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Mudei o meu perfil do blogger. Agora estou utilizando este aqui: https://draft.blogger.com/profile/12182443674733728583

Poste um comentário:

0 comments: