slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Pelo 6º ano seguido, Real Madrid cai nas oitavas da Liga dos Campeões

A surpresa tomou conta do estádio Santiago Bernabéu nesta quarta-feira. Pelo sexto ano seguido, o Real Madrid foi eliminado nas oitavas de final da Liga dos Campeões ao empatar por 1 a 1 com o Lyon em casa. A equipe espanhola dominou o primeiro tempo e abriu o placar com Cristiano Ronaldo, dando a impressão de que venceria com tranquilidade. No entanto, o time francês voltou melhor para a segunda etapa, igualou com Pjanic e avançou para a fase seguinte da competição. Para Kaká, o jogo trouxe sensações ainda piores.

O meio-campista, que recebeu críticas por suas atuações de pouco destaque em partidas recentes do Real Madrid, teve um desempenho discreto na partida. Após o gol de empate do Lyon, Kaká foi substituído por Raúl e foi vaiado pela torcida enquanto deixava o campo, fazendo sinal negativo com a cabeça.

A eliminação deixa um gosto amargo para os Merengues. A equipe não economizou na hora de contratar reforços para esta temporada. Com o investimento de aproximadamente 260 milhões de euros, o time contratou Kaká, Cristiano Ronaldo, Karim Benzema e Xabi Alonso, entre outros nomes. A “segunda geração galáctica” tinha como principal missão levar o time à conquista da Liga dos Campeões - e em uma final com ares épicos, pois a decisão do torneio está marcada para o Santiago Bernabéu. Fracassou.

Nesta temporada, o Real Madrid já havia decepcionado sua torcida ao ser eliminado da Copa do Rei pelo modesto Alcorcón. O Lyon, por sua vez, confirma sua fama de "carrasco merengue".Nas edições 2005/06 e 2006/07, o OL enfrentou o time espanhol na fase de grupos. Ganhou duas vezes em casa e empatou as duas no Santiago Bernabéu.

Assim que a partida começou, o Real Madrid deixou clara sua postura: pressionar o Lyon desde o início. Afinal, no jogo de ida, o time espanhol havia perdido por 1 a 0 na França. A estratégia deu certo logo aos 6min. Guti lançou do campo de defesa, Cristiano Ronaldo ganhou de Cris na corrida e chutou cruzado; a bola passou por entre as pernas do goleiro Lloris e parou nas redes.

Kaká quase ampliou aos 9min. O meia recebeu pela esquerda, livrou-se de dois marcadores e bateu; Lloris defendeu. Após cobrança de escanteio, Cristiano Ronaldo cabeceou para fora aos 12min. Sufocado, o Lyon mal conseguia sair de sua defesa. Aos 13min, Higuaín recebeu bom passe de Cristiano Ronaldo, mas mandou para fora.

A equipe francesa enfim teve uma folga aos 18min, em chute perigoso de Toulalan de fora da área. No entanto, logo os donos da casa retomaram o domínio do jogo. Aos 26min, Higuaín driblou Lloris e chutou; a bola acertou a trave. O atacante argentino teve outra boa chance aos 28min e exigiu defesa complicada de Lloris.

O Lyon voltou a assustar os donos da casa aos 35min: Govou cruzou da direita, mas Makoun errou a finalização. Os jogadores do Real Madrid reclamaram de um pênalti em Higuaín aos 38min, mas não houve falta. Cinco minutos depois, o atacante cabeceou para fora, rente à trave.
Lyon volta melhor

Para o segundo tempo, Claude Puel, técnico do Lyon, tentou deixar o time um pouco mais ofensivo, com as entradas de Källström e Gonalons nos lugares de Boumsong e Makoun, respectivamente. Em seu primeiro lance, logo aos 2min, Gonalons cabeceou para fora.

Com um melhor posicionamento em campo, o Lyon se manteve no ataque. Aos 7min, Källström cruzou da esquerda, mas Govou pegou mal e mandou para longe. Casillas salvou o Real Madrid aos 9min, ao defender uma conclusão de Lisandro López. Os Merengues reagiram aos 10min: após contra-ataque puxado por Cristiano Ronaldo, Kaká bateu para fora.

Sem repetir a mesma boa atuação da primeira etapa, o Real Madrid encontrava dificuldades na ligação entre o meio-campo e o ataque. O técnico Manuel Pellegrini tentou corrigir o problema com a entrada de Van der Vaart no lugar de Granero, aos 16min. Contudo, o time se mostrou muito dependente das arrancadas de Cristiano Ronaldo. Kaká, discreto, teve poucas chances.

A torcida do Real Madrid se desesperou aos 31min. Lisandro López recebeu dentro da área e ajeitou para Pjanic empatar. Três minutos depois, Kaká foi substituído por Raúl. Sob vaias, o brasileiro deixou o campo fazendo sinal de negativo com a cabeça.

Abalado, o Real Madrid não teve forças para buscar os gols necessários para a classificação e se livrou de um vexame ainda maior. Lisandro López e Delgado ainda perderam duas chances incríveis de fazer o gol da virada, já no fim da partida. Seria demais para a torcida merengue.

REAL MADRID 1 x 1 LYON

Real Madrid
Iker Casillas; Sergio Ramos, Raúl Albiol, Ezequiel Garay, Álvaro Arbeloa (Diarra); Esteban Granero (Van der Vaart), Lassana Diarra, Kaká (Raúl), Guti; Cristiano Ronaldo, Gonzalo Higuaín
Técnico: Manuel Pellegrini

Lyon
Hugo Lloris; Anthony Réveillère, Cris, Jean-Alain Boumsong (Källström), Aly Cissokho; Sidney Govou, Jérémy Toulalan, Jean II Makoun (Gonalons), Miralem Pjanic (Källström), César Delgado; Lisandro López
Técnico: Claude Puel

Data: 10/03/2010 (quarta-feira)
Local: estádio Santiago Bernabéu
Árbitro: Nicola Rizzoli (ITA)
Assistentes: Cristiano Copelli (ITA) e Luca Maggiani (ITA)
Cartões amarelos: Granero, Van der Vaart (Real Madrid), Cris , Delgado (Lyon)
Gols: Cristiano Ronaldo, aos 6min do primeiro tempo; Pjanic, aos 30min do segundo tempo

do Uol Esportes.
Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Mudei o meu perfil do blogger. Agora estou utilizando este aqui: https://draft.blogger.com/profile/12182443674733728583

Poste um comentário:

0 comments: