slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Juventus sofre goleada e cai na Liga Europa; Kardec marca e Benfica segue

Depois de vencer por 3 a 1 no jogo de ida, na Itália, a Juventus deu mostras de que avançaria facilmente para as quartas de final da Liga Europa ao abrir o placar logo no primeiro minuto de jogo, nesta quinta-feira, na Inglaterra. Porém, o Fulham se aproveitou do recuo da Juventus após a expulsão de Cannavaro ainda na etapa inicial, reagiu na partida e heroicamente fez 4 a 1 nos italianos, garantindo a classificação.

Já o Werder Bremen, depois de igualdade na Espanha (por 1 a 1), empatou em casa com o Valencia por 4 a 4 e acabou eliminado. Em Marselha, o brasileiro Alan Kardec garantiu a vaga ao Benfica após fazer gol decisivo no final e dar a vitória por 2 a 1 aos portugueses diante do Olympique.

A vantagem que já era considerável a favor da Juventus tornou-se ainda maior logo no primeiro minuto de jogo. Depois de uma bela troca de passes pela esquerda, a bola chegou na direita e depois de cruzamento foi parar nos pés do francês Trezeguet, na entrada da área; o atacante bateu rasteiro, no canto direito do goleiro Schwazer. Assim como o gol relâmpago da Juventus, a reação do Fulham também não demorou.

Depois de cruzamento da esquerda, o atacante Zamora matou a bola no peito já na pequena área e só precisou tirar do goleiro Chimenti para deixar tudo igual. A situação, que estava basicamente controlada pela equipe da Juventus, ficou mais complicada quando Cannavaro fez falta fora da jogada e foi expulso ainda aos 26min da primeira etapa.

Depois de acertar duas vezes a trave do gol da Juventus, o Fulham enfim conseguiu marcar o segundo, com Gera, após cruzamento de Zamora, aos 39min. O resultado ainda garantia a vaga ao time da Juventus, mas um gol do Fulham levaria a disputa para a prorrogação. Com esta motivação, o time da Inglaterra voltou com tudo na etapa final e conseguiu um pênalti logo no início, em bola que bateu na mão do brasileiro Diego dentro da área.

Gera converteu e colocou ainda mais fogo no jogo. Em seguida, o Fulham continuou na frente e o goleiro Chimenti precisou salvar a Juventus em três oportunidades, sendo o grande destaque do segundo tempo. Porém, aos 36min, os italianos não resistiram a um golaço de Dempsey, que encobriu Chimenti e acertou o ângulo direito do gol da Juve e aumentou ainda mais a fase complicada do time de Turim, deixando os italianos sem representantes na Liga Europa.

Assim como a Juve, outro time que não perdeu tempo após o apito inicial foi o Valencia, com o artilheiro David Villa. Aos 2min de partida, o atacante espanhol recebeu na esquerda, invadiu a área e bateu cruzado, na saída de Wiese. O Werder respondeu rápido com Pizarro, que ficou cara a cara com Sánchez, mas tirou muito do goleiro e mandou para a linha de fundo. Do outro lado, o time espanhol, quando chegava, era fatal.

E foi o que aconteceu aos 14min. Mata recebeu belo lançamento de Villa, ficou sozinho com Wiese e só teve o trabalho de tocar no canto esquerdo do gol para ampliar. Precisando de três gols para reverter a situação (já que o jogo de ida, na Alemanha, havia terminado em 1 a 1), o time da casa conseguiu um deles ainda aos 25min, com Hugo Almeida completando cruzamento da esquerda.

Porém, não parecia estar jogando diante de sua torcida, e o Valencia, novamente com David Villa, marcou o terceiro do time espanhol após receber ótimo cruzamento da esquerda, dominar dentro da área e bater de direita para o fundo do gol. Na segunda etapa, o Werder ameaçou uma reação com Frings, que converteu cobrança de pênalti e fez o segundo do time alemão.

A classificação voltou a virar realidade após gol de Marin, que invadiu a área pelo lado direito e bateu cruzado, deixando o Werder a um gol da classificação. Mas Villa estava inspirado e colocou o Valencia novamente em boa vantagem na disputa após chegar cara a cara com o goleiro e chutar no meio do gol. Nos últimos minutos, Pizarro ainda marcou mais um para o Werder, mas não foi suficiente para evitar a queda na competição.

Standard e Benfica também avançam

Na cidade de Marselha, o Benfica não poderia terminar os 90 minutos sem marcar ao menos um gol. E ele quase veio aos 24min da primeira etapa, com o paraguaio Cardozo acertando a trave após chute de esquerda da entrada da área. Porém, aos 25min da etapa final, Mamadou Niang aproveitou assistência dentro da área do brasileiro Brandão e chutou forte para abrir o placar.

O gol acordou os encarnados, e Pereira deixou tudo igual após arremate de longe que contou com desvio e atrapalhou o goleiro do Olympique. O empate levaria a partida à prorrogação, já que o duelo em Portugal também havia terminado em 1 a 1. Quando o jogo tinha tudo para seguir por mais 30 minutos, o atacante brasileiro Alan Kardec - que havia acabado de entrar - bateu forte de dentro da área, balançou as redes e garantiu a vitória por 2 a 1, além da vaga para as quartas de final.

Na Bélgica, o Panathinaikos (depois de perder por 3 a 1 em Atenas) precisava de pelo menos três gols para reverter a situação. Mesmo assim, saiu atrás no placar aos 45min do primeiro tempo, quando Mbokani marcou para o Standard. Depois, sem forças, não conseguiu reagir e perdeu por 1 a 0, sendo eliminado da competição.
Compartilhe:

do Uol Esportes.
Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Mudei o meu perfil do blogger. Agora estou utilizando este aqui: https://draft.blogger.com/profile/12182443674733728583

Poste um comentário:

0 comments: