slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Espanha bate França por 2 a 0 e confirma que está entre favoritas da Copa


O amistoso entre França e Espanha foi disputado no estádio Saint-Denis, em Paris. Mas parecia que os espanhóis eram os donos da casa. Mesmo sem o atacante Fernando Torres e o meia Xavi, que começaram no banco de reservas porque se recuperam de lesão, eles bateram a França por 2 a 0 nesta quarta-feira, diante da presença de um público de cerca de 80 mil pessoas. E confirmaram que estão entre as favoritos para a conquista do título mundial na Copa da África do Sul.

A Espanha abriu o placar aos 21 minutos, com gol marcado pelo atacante David Villa. A jogada começou pelos pés do meia Xabi Alonso, que desarmou o francês Thierry Henry na intermediária. Em seguida, ele deu um passe para Fabregas, que fez um lançamento em profundidade para Davi Silva. Mas a bola chegou em David Villa, que tocou na saída do goleiro Lloris.

Aos 46 minutos do primeiro tempo, o lateral-direito Sergio Ramos ampliou a vantagem. O espanhol recebeu a bola na entrada da área, cortou o zagueiro e deu um chute cruzado, com o pé esquerdo.

Mais organizados taticamente desde o começo da partida, os espanhóis encurralaram o adversário na etapa inicial, dificultando a saída de bola, e dando uma prévia do que podem apresentar na Copa do Mundo. Do outro lado, a França passava a impressão de que não deve repetir o bom desempenho do Mundial de 2006, quando ficou em segundo lugar.

Os franceses tentavam atacar, mas mostravam um futebol burocrático, limitado a lançamentos ineficientes para a área. Ribéry, Thiery Henry e Anelka abusavam das jogadas individuais, mas não conseguiam vantagem diante dos marcadores adversários.

Na etapa complementar, o técnico espanhol Vicente Del Bosque colocou Fernando Torres no lugar de David Villa. Voluntarioso, Fernando Torres apresentou o cartão de visitas aos três minutos, avançando em velocidade em direção à área depois de aplicar uma meia-lua no zagueiro Ciani. Só foi parado com falta. Apesar do bom começo, o atacante espanhol teve uma atuação discreta, porque ainda estava sem ritmo de jogo.

Mais discreta ainda foi a atuação do atacante francês Thierry Henry. O craque do Barcelona foi aplaudido quando pisou no gramado do estádio Saint-Denis. Na saída de campo, os aplausos deram lugar às vaias. Depois de uma atuação discreta, ele foi vaiado ao ser substituído aos 19 minutos da etapa complementar, quando deu lugar ao atacante Govou.

Apática, a França precisou trocar o trio ofensivo para melhorar na partida. Além da saída de Henry, o técnico Raymond Domenech ainda colocou Malouda e Cissé no lugar de Ribéry e Anelka. Aos 34 minutos, Malouda quase descontou a vantagem da Espanha ao acertar um cabeceio na trave.

Nos minutos finais, a torcida francesa ensaiou gritos de "olé" enquanto a Espanha tocava a bola, para administrar o resultado. Depois do apito final, a França se despediu de forma melancólica da sua torcida, ao som de sonoras vaias. E deixou a impressão de que a seleção francesa não é mais a mesma depois da aposentadoria de Zinedine Zidane.

FRANÇA 0 X 2 ESPANHA

França
Lloris; Sagna, Ciani, Escudé e Evra; Diarra, Toulalan e Gourcuff; Ribéry (Malouda), Anelka (Cissé) e Thierry Henry (Govou)
Técnico: Raymond Domenech

Espanha
Casillas; Sergio Ramos, Piqué, Puyol (Albiol) e Arbeloa; Xabi Alonso (Marcos Senna), Busquets, Fabregas (Xavi) e Davi Silva (Guiza) e Iniesta (Jesus Navas); David Villa (Fernando Torres)
Técnico: Vicente Del Bosque

Data: 3/3/2010, quarta-feira
Local: Saint-Denis, em Paris
Árbitro: Craig Thompson (Escócia)
Público: 79.021
Cartão amarelo: Sergio Ramos (Espanha)
Gols: David Villa (21 minutos do primeiro tempo) e Sergio Ramos (46 minutos do primeiro tempo

do Uol Esportes.

Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Mudei o meu perfil do blogger. Agora estou utilizando este aqui: https://draft.blogger.com/profile/12182443674733728583

Poste um comentário:

0 comments: