slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Com grande atuação de Douglas e gol de William, Grêmio vence e é líder


Grêmio e Novo Hamburgo fizeram a final do primeiro turno do Gauchão. Na ocasião, um jogo difícil, vencido pelo time tricolor por 1 a 0 com fortes ameaças da equipe do Vale dos Sinos. Em pouco menos de um mês, o Grêmio se estabilizou e o jogo desta quinta-feira no Olímpico foi reflexo disso. Em vez da dificuldade apresentada anteriormente, a tranquilidade desde os primeiros minutos. O 2 a 1 refletiu o que foram os 90 minutos, com direito a redenção de William e mais uma grande atuação de Douglas. A vitória dá ao Grêmio a liderança do grupo 1 da Taça Fábio Koff, de quebra, também a primeira posição na classificação geral do Estadual, ultrapassando o Internacional, o que garante benefícios nas finais.

5 minutos foi o tempo que durou o ímpeto do Novo Hamburgo. Até este momento, o time do Vale dos Sinos tentava pressionar o Grêmio com mais vontade do que organização. Porém, Maylson seguiu a máxima repetida exaustivamente por ele próprio que afirma "só faz quem tenta". A tentativa cruzada de fora da área terminou na rede de Juninho e deteve as intenções do adversário.

O Novo Hamburgo não teve tempo nem de se recuperar. 12 minutos depois de sofrer o primeiro gol, veio o momento de redenção do criticado William. Edílson tentou cruzar duas vezes até encontrar a cabeça do centro avante, que desviou fazendo 2 a 0.

Gilmar Iser troca no primeiro tempo e recoloca Novo Hamburgo no jogo

Percebendo o momento difícil no jogo, Gilmar Iser, técnico do Novo Hamburgo, teve uma atitude pouco convencional. Aos 31 minutos Chicão deu lugar ao atacante Kempes. Assim, o Nóia partiu do 3-5-2 para o 4-4-2, com Edmar pela direita e Kempes ao lado de Gustavo Papa no ataque. Com mais opções ofensivas, a equipe do interior tentou voltar ao jogo e pressionar o Grêmio.

Vencendo, a nova busca gremista passava a ser uma grande atuação. Para isto, Edílson deu a receita durante a semana: um placar elástico. Contudo, as investidas gremistas diminuíram com a nova proposta de jogo do oponente. Em vez de chaces de gol, o time tricolor passou a utilizar somente o contra ataque, chamando o adversário para seu campo.

Douglas dita ritmo do time e Silas reclama do lado direito

Uma situação que se repete no Grêmio a cada jogo é o nível de atuação de Douglas. O ex-jogador do Corinthians foi, mais uma vez, figura preponderante no rendimento gremista. Com passes e dribles rápidos, o meia ditou o ritmo do meio campo, assessorando com qualidade o setor ofensivo.

Por outro lado, Silas Pereira reclamou muito da movimentação do lado direito do time. Sabendo que a fraqueza defensiva do adversário era as costas do lateral-esquerdo Paulinho, o técnico gesticulou eu cobrou muito de Maylson e Edílson. Ambos tiveram participação ativa nos gols, com Maylson fazendo o primeiro e Edílson dando assistência para o segundo, porém, foram cobrados da mesma forma.

"O Maylson estava correndo muito, com um campo muito largo, eu reclamava que ele precisava de ajuda para usar as costas do lateral-esquerdo deles", disse Silas após a primeira etapa.

Chances para o Grêmio, aplausos para William

O segundo tempo de jogo iniciou com a recuperação do Grêmio. Compreendido a mudança na postura do Novo Hamburgo, os jogadores gremistas retomaram as rédeas da partida. Assim, Jonas e Douglas tiveram novas oportunidades de gol, porém, perderam. Mesmo assim, a cada lance Douglas se destacava mais, lançamentos longos, passes milimétricos e dribles rápidos estiveram presentes no repertório do meia.

Aos 18 minutos do segundo tempo terminou o jogo de redenção de William. Silas optou pela colocação de Mithyuê no ataque. Porém, mais do que o gol marcado, o jogador recebeu o perdão do torcedor com aplausos quando deixava o gramado. Retribuindo os aplausos na direção das arquibancadas, com a saudação do treinador o centro avante saiu com o sentimento de dever cumprido, e mais do que isso, reconhecido.

Se William teve atuação convincente, reconhecido pelo torcedor em sua saída, Mithyuê, mais uma vez, também correspondeu. Com toques rápidos e tabelas com Jonas, o garoto demonstrou que é uma opção válida.

Buscando atacar, o Novo Hamburgo tentou alterar o esquema mais uma vez. Com mais um jogador de frente, o 4-4-2, que chegou a ser 3-5-2, se torna um 4-3-3. Maiquel entrou aberto pelo flanco para utilizar os espaços deixados pelos gremistas.

Ainda houve tempo para um pênalti cometido por Douglas e defendido por Victor. Na sequência Kempes recebeu dentro da área e descontou para o Novo Hamburgo. Porém não foi o suficiente, o Grêmio dominou a partida até o final, conquistou a décima segunda vitória consecutiva e manteve o 100% de aproveitamento.

No outro jogo da noite, o Ypiranga venceu o Avenida em Santa Cruz pelo placar de 2 a 1. André Luís e Flávio Dias fizeram para a equipe de Erechim, enquanto Kelson descontou para o Avenida.

Na próxima rodada o Grêmio enfrenta o Esportivo, no domingo, em casa. Já o Novo Hamburgo tem pela frente o Ypiranga, no estádio do Vale, na segunda-feira.

GRÊMIO 2 X 1 NOVO HAMBURGO

GRÊMIO
Victor; Edílson, Mário Fernandes (Rafael Marques), Rodrigo e Fábio Santos; Adílson (William Magrão), Ferdinando, Maylson e Douglas; Jonas e William (Mithyuê).
Técnico: Silas Pereira

NOVO HAMBURGO
Juninho; Cláudio Luiz, Micael (Maiquel) e Edson Borges; Chicão (Kempes), Émerson, Márcio Hahn, Preto e Paulinho; Gustavo Papa (Juba) e Edmar.
Técnico: Gilmar Iser

Data: 25/03/2010, quinta-feira
Local: estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Fabrício Neves Correa
Assistentes: José Franco Filho e Tatiana de Freitas
Público: 11.012 presentes
Renda: R$ 136.037,00
Cartões amarelos: Márcio Hahn (N), Émerson (N); Mário Fernandes (G), Adílson (G),
Gols: Maylson aos 5 minutos do primeiro tempo; William aos 17 minutos do primeiro tempo; Kempes aos 42 do segundo tempo;

do Uol Esportes.

Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Mudei o meu perfil do blogger. Agora estou utilizando este aqui: https://draft.blogger.com/profile/12182443674733728583

Poste um comentário:

0 comments: