slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Tarso diz que mais dinheiro pode ser liberado para combater crime organizado no Rio



O ministro Tarso Genro (Justiça) afirmou nesta terça-feira (20) que mais dinheiro poderá ser liberado para garantir a segurança no Rio de Janeiro. Na segunda (19), o governador Sérgio Cabral (PMDB) anunciou que o Estado receberá R$ 100 milhões da Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública). De acordo com o ministro, a cifra pode aumentar, caso necessário.

"Se precisar mais de R$ 100 milhões do total do orçamento desse ano para o ano que vem, que já está em andamento, nós faremos. O presidente me deu ordem para que o Rio de Janeiro seja plenamente atendido".

Tarso Genro afirmou que o primento montante anunciado "já está sendo liberado". "A partir dessa semana, estou com todo o meu orçamento disponível. São só movimentações técnicas para passar os recursos que o Rio precisar".

A liberação de recursos foi uma reação aos confrontos do último fim de semana, ocorridos após traficantes rivais invadirem o morro dos Macacos, na zona norte da cidade.

Questionado sobre a necessidade de uso de armamento das Forças Armadas para combater a violência no Rio, o ministro descartou a ideia. "Não é necessário. A visão que nós temos é que o Rio tem efetivo suficiente, tem armamento suficiente, tem articulação com a cidade e com a União suficiente para continuar combatendo o crime organizado".

Tarso Genro também destacou o trabalho da Polícia Federal no combate ao narcotráfico, no Rio de Janeiro e nas áreas de fronteira. "Há um esforço gigantesco da Polícia Federal. Agora, os efeitos virão sempre a médio e longo prazo. É necessário conceber que o que está acontecendo no Rio é o efeito de 30 anos de abandono, onde o território foi ocupado pela criminalidade organizada de maneira sistemática. Agora isso aí está sendo combatido, a partir do governador Ségio Cabral", defendeu.

O ministro citou um programa desenvolvido por sua pasta, o Pronasci (Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania) como solução para a violência no Rio. "A grande solução para a segurança no Rio de Janeiro é a continuidade da ocupação territorial, que se dá, em um determinado momento, através da presença de força, mas, sobretudo, através da implementação de programas preventivos voltados à segurança pública, especialmente no que se refere à juventude".

Copa e Olimpíadas

Segundo ele, o policiamento comunitário ajudará o Rio de Janeiro a resolver a questão de segurança "a médio prazo", com o apoio do governo federal. Esse prazo, disse Genro, será suficiente para mudar a situação do Estado até a realização da Copa do Mundo-2014 e das Olimpíadas-2016.

"Eu não tenho a menor dúvida (de que trabalho será suficiente). Os eleitores do COI (Comitê Olímpico Internacional) já sabiam desse acontecimento e apresentamos também o que estava sendo feito. O que convenceu os eleitores não foi o que estava acontecendo, mas as ações que estavam sendo feitas pelos governos estadual, municipal e federal".

O ministro lembrou que Londres foi alvo de um ataque terrorista em 2005, logo após sua eleição como sede das Olimpíadas-2012. "O que aconteceu no Rio essa semana passada, embora tenha sido uma tragédia para todos nós, uma violência inaceitável em uma cidade civilizada, foi muito menos intenso, muito menos violento, do que aquele atentado terrorista que ocorreu em Londres, que vitimou dezenas de pessoas".

Informações e fotos do clicRBS.
Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Mudei o meu perfil do blogger. Agora estou utilizando este aqui: https://draft.blogger.com/profile/12182443674733728583

Poste um comentário:

0 comments: