slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Brasil atropela o México e fica a uma vitória do Mundial da Turquia

Apresentando um basquete mais convincente que o das partidas da primeira fase, o Brasil começou bem sua participação na segunda fase da Copa América. Contra o frágil time do México, que vem passando por uma série de problemas internos, os comandados do técnico Moncho Monsalve não tiveram problemas para vencer a partida por 92 a 61.

Com esse resultado positivo na estreia da fase quartas de final do torneio continental, a seleção brasileira ficou a uma vitória de garantir uma das quatro vagas para o Mundial de 2010. Se passar pelo Canadá nesta quarta-feira, às 14h30 (de Brasília), confirma pelo menos a quarta colocação da segunda fase da Copa América.

"Acho que aproveitamos um pouco da fragilidade do México, mas também jogamos bem. O grupo deles deu uma agitada depois que o jogador [Romel Beck, afastado por indisciplina] saiu. Eles até melhoraram", afirmou o ala-armador Jonathan Tarvernari. "O grupo ajudou muito. Nós que fizemos a partida ficar fácil."

Enfrentando um adversário tecnicamente mais fraco, a seleção brasileira não teve problema para fazer boa vantagem nos primeiros minutos. Fazendo uma marcação muito forte e com Varejão inspirado na defesa (tendo pegado quatro rebotes apenas nesse primeiro período), o Brasil chegou a abrir dez pontos na metade do quarto.

Mas a partir de então, o time brasileiro sofreu o apagão defensivo que já virou tradição na equipe na competição continental. Com isso, os mexicanos tiraram quatro pontos da desvantagem e o Brasil fechou o primeiro quarto vencendo por 24 a 17.

O México voltou melhor para o período seguinte e, se aproveitando da instabilidade brasileira, se aproximou no placar e a diferença caiu para apenas quatro pontos nos primeiros minutos. Com alguns reservas em quadra, como Marcelinho Machado e JP Batista, a seleção brasileira melhorou e foi para o intervalo vencendo por 45 a 29.

Com o time nacional do México sem conseguir esboçar reação, a seleção brasileira voltou bem para o segundo tempo e passeou no terceiro quarto do jogo. Com Leandrinho e Guilherme Giovannoni comandando a equipe em quadra, a diferença foi apenas aumentando e o Brasil fechou o período com 69 a 45 no placar.

O técnico Moncho Monsalve aproveitou a boa vantagem feita nos períodos anteriores para dar ritmo aos jogadores no banco. Mas nem mesmo com os reservas em quadra, a seleção brasileira diminuiu seu ritmo. Com Tavernari e Olivinha mostrando muita vontade, o Brasil não teve problema para fechar o jogo em 92 a 61.

"Estamos conseguindo mesclar bem as escolas [norte-americana e europeia]. Tem o pessoal que joga na NBA e na Europa. A equipe está mais focada na defesa, para depois sair para o contra-ataque. Temos um sentimento muito forte para continuarmos bem", afirmou o ala-armador Jonathan Tavernari, após a partida, ao canal ESPN.

Informações do Portal Bol.

Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Mudei o meu perfil do blogger. Agora estou utilizando este aqui: https://draft.blogger.com/profile/12182443674733728583

Poste um comentário:

0 comments: