slider

Recent

Tecnologia do Blogger.
Navigation

Ban Ki-moon pede "prova de liderança" de países para aprovar acordo de redução de gases-estufa

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu nesta terça-feira (22) aos países desenvolvidos e emergentes que, numa "prova de liderança", aprovem o acordo de Copenhague contra a mudança climática. Para Ban, o tema é a prioridade geopolítica do século 21.

O pedido foi feito durante cúpula extraordinária sobre as mudanças climáticas, que acontece em Nova York. Os presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama, e da China, Hu Jintao, fizeram coro ao pedido do secretário-geral.

Obama pediu a todos os países que cheguem a um acordo sobre o corte nas emissões de gases poluentes e disse que "a dificuldade não é desculpa para a complacência". O presidente americano acrescentou que os EUA "estão decididos a atuar e cumpriremos as responsabilidades que temos para com as gerações futuras".

"A resposta da nossa geração a esse desafio será julgada pela história, se falharmos corremos o risco de deixar para as gerações futuras uma catástrofe irreversível", afirmou Obama em discurso.

Já Hu Jintao que reduzirá a importância do carbono no crescimento econômico do país, salientando o compromisso de Pequim para combater a mudança climática.

A China diminuirá até 2020, "por uma margem notável", a quantidade de gases do efeito estufa emitidos para cada dólar do Produto Interno Bruto (PIB) em relação aos níveis de 2005, disse Hu.

As discussões preliminares para a reunião ministerial dos dias 7 a 18 de dezembro em Copenhague, na Dinamarca, têm enfrentado problemas.

A principal discordância é sobre o nível das reduções de emissões para os países desenvolvidos e em desenvolvimento, e também sobre a contribuição financeira e tecnológica que os países ricos dariam aos pobres.

*Com informações de Efe, Reuters e Rádio ONU
Do portal Uol.

Compartilhe
Banner

Ítalo Dorneles

Mudei o meu perfil do blogger. Agora estou utilizando este aqui: https://draft.blogger.com/profile/12182443674733728583

Poste um comentário:

0 comments: